Da prática à teoria: Psicomotricidade, Neurociências, Música e Desenvolvimento Cognitivo

Postado em 16/05/2016


aaO trabalho de atividades com os movimentos corporais e ritmos são muito importantes para o processo de desenvolvimento do sistema motor da criança. Existem diversas maneiras e atividades que podem ser realizadas para se estimular a Psicomotricidade, aspecto esse que é muito importante para um bom desenvolvimento cognitivo da criança. Nessa atividade trabalhamos com copos e pulsação rítmica. O incentivo a ...contar a pulsação em voz alta faz com que os alunos internalizem os espaços dos tempos, solicitando a atenção e concentração. O bater com os copos na mesa estimula a coordenação motora, praxia grossa, tônus, atenção e o foco. Podemos também trabalhar a noção de intensidade (forte e fraco), e fazer com que a criança perceba o seu próprio corpo. Segundo a autora Viviane Louro (2012), para se manter o pulso (algo que teoricamente parece ser simples) é necessário a capacidade de: seqüenciar, associar, coordenar os movimentos e também que aconteça a organização neurológica. Ela ainda pontua a importância do professor entender o caminho que o aluno faz para aprender. Para Muszkat (2015), o cérebro como um todo é afetado e modificado estruturalmente pela música. A parte rítmica, as métricas, a duração do som e a percepção das mudanças de tonalidades acionam o hemisfério esquerdo, área que interage diretamente com o desenvolvimento da linguagem, estimulando a fala e a escrita. O conteúdo emocional, modulação da melodia e timbres acionam as áreas frontais e temporais do hemisfério direito do cérebro.
Referências: Muszkat, M. Música, neurociências e desenvolvimento humano: estimulando o cérebro. Disponível em: www.amusicanaescola.com.br. Acesso em: 15 de novembro de 2015. Louro, Viviane. Fundamentos da aprendizagem musical da pessoa com deficiência. 1ª edição. São Paulo: Editora som, 2012. Junior Cadima
Pedagogo e professor de bateria da Escola de Música Drumfeel e do Conservatório Carlos Gomes. Parceiro do Inclusione, onde realiza Oficinas Terapêuticas por meio da Vivência com a Bateria e com Brincadeiras Rítmicas. E-mail de contato: jrcadima@hotmail.com
 
Deixe seu comentário
Categorias:

Tags: Arte,Inclusão,inclusione,música,musicalização,neurocência


Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!
0 comentários